Publicado há 11 meses • 2 min para ler

Pets e hormônios: Quando levar ao Endocrinologista Veterinário?

Cães e gatos têm tireoide, pâncreas? Sim! Eles têm todas as glândulas endócrinas que nós também temos no nosso corpo: pineal, hipófise, tireoide, paratireoides, pâncreas, adrenais, tecido adiposo, ovários e testículos. 

Glândula endócrina é o nome dado a um órgão ou grupo de células que produz e secreta hormônios, substâncias que funcionam como mediadoras de estímulo ou inibição de funções do organismo.

Assim como acontece conosco, seres humanos, os pets podem desenvolver doenças que atrapalham a produção e a liberação de seus hormônios, por isso o médico-veterinário especializado em Endocrinologia Veterinária se dedica a diagnosticar e tratar essas doenças, diminuindo o impacto delas na vida dos pets.

O crescimento dos pêlos, saúde da pele, temperatura corporal, o próprio crescimento e desenvolvimento, ganho ou perda de peso, controle de glicose, controle de cálcio, o ritmo cardíaco, a pressão arterial, a quantidade de água e alimentos ingeridos… Enfim, hormônios agindo em todo organismo o tempo todo…

 Doenças comuns em pessoas, como a Diabetes Mellitus, acometem tanto cães quanto gatos, mas com algumas particularidades em cada espécie. Doenças da tireoide afetam cães e gatos, mas os cães sofrem mais com o Hipotireoidismo (deficiência de hormônios tireoidianos) e os gatos, com o Hipertireoidismo (excesso de hormônios tireoidianos).

Uma doença hormonal considerada rara em pessoas é a doença hormonal mais comum dos cães, o Hiperadrenocorticismo ou Síndrome de Cushing (excesso de corticoides). Sem falar na Obesidade, que acarreta prejuízos na qualidade e no tempo de vida dos pets, mas que ainda é vista como fofura.  

Vários sinais podem indicar que o papai ou a mamãe de pet devem procurar um veterinário endócrino. Quando perceber mudanças no peso do pet (ganho ou perda de peso sem mudança nos hábitos alimentares), mudanças no apetite (comilão ou sem apetite), aumento do consumo de água e do volume urinário e mudanças comportamentais como sonolência excessiva. Na pele, queda dos pêlos, mudanças de cor ou maciez da pelagem, mudança de cor da pele, infecções de pele recorrentes, a presença de gordura no fígado, retenção de lama na vesícula biliar, alterações de colesterol e triglicerídeos. Todas são alterações que isoladas e especialmente em conjunto merecem investigação e acompanhamento por um Médico Veterinário Especializado em Endocrinologia de Cães e Gatos.


  • Compartilhe:
Inscreva-se em nosso informativo e receba novidades todas as semanas sobre nossos produtos.
Open chat
Como podemos te ajudar?